Cartão pré-pago internacional: o que você precisa saber antes de pedir um

É preciso ter muito cuidado ao comprar em estabelecimentos fora do país, sejam eles presenciais ou virtuais. Dessa forma, você não tem surpresas com o custo final da operação (por conta das tarifas e tributos) e evita o risco de cair em golpes. 

Uma das formas mais práticas e seguras de levar dinheiro para fora do Brasil e comprar em sites estrangeiros é o cartão pré-pago internacional

Neste artigo, vamos explicar melhor como ele funciona e o que você precisa analisar antes de solicitar um. Boa leitura! 

O que é um cartão pré-pago?

Como o próprio nome indica, o cartão pré-pago é um tipo de serviço que você precisa pagar antes de usar. Você deposita dinheiro para recarregar o cartão e pode utilizá-lo enquanto tiver saldo disponível.

O seu funcionamento é bem diferente de outros tipos de cartões de crédito. Com ele não existe fatura e não é possível parcelar as compras. Quando o crédito depositado termina, é preciso fazer uma nova recarga para continuar aproveitando o cartão. 

Em resumo: se não tiver saldo, não dá para fazer compras. 

Por esse motivo, ao contrário do que acontece com outras modalidades de crédito, é totalmente possível ter um cartão pré-pago com o nome sujo ou score de crédito baixo. Afinal de contas, a empresa não vai precisar emprestar nenhum dinheiro para o cliente. 

Assim como os demais, esse tipo de cartão pode ser emitido de forma física (cartão plástico) ou virtual (número gerado temporariamente para ser utilizado em compras online). 

Além disso ele pode ser nacional (disponível para compras apenas no Brasil) ou internacional (quando é possível aproveitar o cartão dentro e fora do país). 

Como funciona o cartão pré-pago internacional?

Como vimos, o cartão pré-pago funciona de um jeito diferente dos cartões de crédito convencionais. Entenda melhor como utilizá-lo no dia a dia.  

 

Solicitação 

A solicitação do cartão pré-pago é extremamente facilitada — quase automática. Basta entrar nos sites ou lojas dos emissores desse tipo de cartão e apresentar os documentos de identificação pessoal. Em alguns casos, também é necessário pagar a tarifa de emissão para conseguir ser aprovado. 

Recarga

Geralmente, a recarga pode ser feita por boleto bancário, transferência (TED/DOC), internet banking ou app. 

A maioria das instituições financeiras permite que a recarga seja feita em moeda estrangeira  — o que é bem útil para quem está ou pretende utilizar o cartão pré-pago internacional em viagens.  

Locais e formas de uso 

O cartão pré-pago internacional pode ser aproveitado para compras em locais físicos, virtuais e saques. Em alguns casos, também é permitido fazer transferências utilizando o saldo do pré-pago para outras contas. 

As compras podem ser feitas em qualquer estabelecimento do mundo que aceite a bandeira do cartão. Já o saque varia de acordo com a instituição financeira que você escolher. 

Quais são as vantagens e desvantagens de usar um cartão pré-pago internacional?

O cartão de crédito pré-pago internacional, como todo produto financeiro, possui pontos positivos e negativos. Confira os principais: 

Vantagens

Já pensou estar com a carteira cheia de dólares e sofrer um assalto no meio de um passeio turístico? Com o cartão pré-pago o saldo fica mais protegido. Em caso de perda ou roubo, basta solicitar o cancelamento do cartão e solicitar um novo.  

Outro benefício é a impossibilidade de criar dívidas com esse tipo de cartão. Afinal de contas, você só vai poder gastar o valor que recarregar, sem surpresas, juros ou multas.  

Esse tipo de cartão de crédito é fácil de solicitar, sem burocracias ou impedimentos para quem está negativado. 

Desvantagens

Não é possível parcelar compras com cartão de crédito pré-pago. Apesar de ser utilizado na função crédito, os gastos são debitados automaticamente e, caso você fique sem saldo, será necessário fazer uma nova recarga para continuar comprando. 

Além disso, geralmente, esse tipo de cartão possui um limite de movimentação de dinheiro mensal — cada instituição financeira determina esse teto. Outro ponto negativo é a cobrança do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) de 6,38% nas compras realizadas no exterior. 

O que devo observar antes de pedir o meu cartão pré-pago internacional? 

Existem inúmeras opções de cartões de crédito pré-pago internacional no mercado. Veja o que comparar para escolher o melhor para você. 

Custo 

O cartão pré-pago não tem anuidade, mas a maioria possui outros custos, como taxa de adesão, mensalidade ou taxa de envio. Fique atento para escolher uma opção que tenha um bom custo-benefício, mas não se preocupe. Geralmente, essas taxas são bem em conta. 

Além disso, compare as taxas para a realização de saques, transferências e todos os custos envolvidos no serviço. 

Exigências

Apesar de não exigir comprovação de renda ou fazer análises financeiras, os emissores dos cartões de crédito pré-pago também podem fazer algumas exigências. Em alguns casos, por exemplo, pode ser necessário ter conta na instituição financeira. 

Aceitação

Já pensou planejar uma viagem internacional contando com o cartão pré-pago e ao chegar no destino descobrir que ele não é aceito na maioria dos estabelecimentos do país? 

Para evitar esse tipo de problema, verifique se a bandeira do cartão é bem aceita internacionalmente e quais benefícios ela oferece aos clientes. 

Benefícios

Por falar em vantagens, analise quais são os benefícios oferecidos pela instituição financeira para clientes do cartão pré-pago, como a possibilidade de ter cartões adicionais ou descontos em estabelecimentos parceiros.  

Ainda está em dúvida se ter um cartão pré-pago internacional é uma boa ideia? Separamos outros excelentes artigos do blog da Simplypag que podem te ajudar a encontrar o melhor cartão de crédito para a sua vida financeira: 

Deixe um comentário