Economizar no mercado: tudo que você precisa saber

Economizar sempre é uma boa ideia. Reduzir despesas e gastar de forma mais consciente é benéfico para garantir um consumo sustentável, preservar o meio ambiente e, claro, cuidar do seu bolso.

Nesse sentido, vale poupar em todas as áreas possíveis: economizar energia, reduzir o consumo de água e, também, economizar no mercado. 

A alimentação representa uma das maiores despesas das famílias brasileiras e as visitas ao supermercado, muitas vezes, acabam saindo muito mais caro do que o esperado.

Também se sente assim? Então, continue lendo, porque vamos te mostrar algumas técnicas que podem mudar a forma como você consome e te ajudar a economizar no mercado!

Economizar no mercado: quando fazer compras

O dia e a frequência das compras podem fazer a diferença na hora de economizar no mercado.

Se você vai ao mercado toda semana, a tendência é que acabe gastando mais. Por outro lado, ao fazer uma grande compra uma vez por mês, é preciso tomar cuidado para não se empolgar e lotar o carrinho com quantidades exorbitantes.

Além disso, os supermercados costumam fazer ofertas de produtos específicos em alguns dias da semana. Então, vale a pena verificar quais são os melhores dias para comprar alimentos como carnes, legumes e frutas.   

A dica é: avalie qual a frequência ideal para que sua despensa esteja sempre abastecida, (mas sem exageros e nem desperdícios) e verifique os dias de promoção nos mercados para planejar suas compras

Economizar no mercado: antes de sair de casa

Diferente do que muita gente pensa, a economia na hora de fazer as compras deve começar antes mesmo de sair de casa! Veja como você deve se preparar para gastar menos no supermercado.

Faça um planejamento das compras

O primeiro passo para economizar no mercado é fazer um planejamento de compras.

Comece conferindo o que você ainda tem na despensa e verificando as validades dos produtos. Dessa forma, saberá o que precisa ser reposto.

Outra dica é montar cardápios semanais. Sabendo o que vai consumir nas próximas semanas, fica mais fácil fazer escolhas assertivas no supermercado e comprar apenas o que vai precisar para montar as refeições.

Monte sua lista de compras e passe para o próximo passo!

Defina um orçamento

Antes de sair de casa também é necessário definir um orçamento. Traçar um limite e obedecê-lo é uma forma eficiente de focar apenas no que você precisa comprar.

Se perceber que seu orçamento não comporta todos os itens da sua lista de compras, tente eliminar alguns produtos ou substituí-los por outros mais econômicos. 

Leve uma calculadora

Já levou aquele susto quando chegou a hora de pagar suas compras? Se arrependeu de ter escolhido algumas guloseimas ao ver que o total foi superior ao que esperava?

Para que isso não aconteça mais, o ideal é levar uma calculadora e somar os preços enquanto ainda está escolhendo os produtos.

Assim, terá a chance de confirmar se está dentro do orçamento e retirar itens mais caros antes de passar pelo caixa.

Faça um lanche

Ir ao supermercado com fome é um caminho para gastar mais, já que você estará mais propenso a escolher guloseimas e outros itens que pode consumir assim que deixar o estabelecimento.

Para que isso não aconteça, não saia de casa com fome!

Se possível, vá sozinho

Será mais difícil economizar no mercado se você estiver acompanhado, principalmente, de crianças.

Elas tendem a querer algumas guloseimas e pode ser complicado dizer não aos pequenos nessa situação.

Pensando nisso, a melhor alternativa é ir sozinho.

Economizar: chegando no mercado

Chegando ao supermercado, as oportunidades de economizar se multiplicam. Isso, é claro, desde que você continue focado em poupar!

Olhe para baixo e para cima das gôndolas

Vamos te contar um segredo que boa parte dos varejistas utiliza: produtos mais caros e atrativos, geralmente, estão na altura dos olhos. É por isso que você sempre vê primeiro as marcas mais famosas e aqueles itens mais caros.

Para não cair nesse “truque”, a dica é olhar as prateleiras com mais atenção, dando atenção também para os produtos que estão acima e abaixo da linha dos olhos.

Considere as marcas mais baratas

Muitas vezes, estamos tão acostumados a comprar as marcas famosas, que nunca damos uma chance para itens mais econômicos. E isso pode ser um grande erro.

Ao experimentar marcas mais baratas, você pode identificar algumas que são de ótima qualidade e vão te ajudar muito a economizar no mercado.

Priorize produtos da estação

Quando for escolher frutas, legumes e verduras, dê preferência aos produtos da estação. Além de estarem mais frescos, alimentos da temporada costumam ser ainda mais baratos.

Fique atento às promoções

Todos os supermercados têm promoções. Mas quem quer economizar mesmo, deve avaliar quais são as ofertas que realmente valem a pena e aquelas que, indiretamente, te fazem gastar mais.

Se a promoção é de um produto que você já precisa comprar, pode pensar em aproveitá-la. Mas quando se trata de uma oferta de itens em quantidade exagerada ou que você não precisa no momento, pode ser melhor deixar passar.

Compare os preços por unidade

Quem quer economizar deve, também, calcular o custo por unidade e não só o valor total.

Imagine que você precisa de 300 gramas de queijo. A marca A tem embalagens de 100 gramas por R$ 4 cada. Já a marca B custa R$ 5 reais, mas cada bandeja tem 150 gramas.

A primeira vista, pode parecer que a primeira marca é mais econômica. Mas se comprar 300 gramas (ou seja, 3 bandejas) por R$ 4 cada, o total será R$ 12. Por outro lado, para conseguir as mesmas 300 gramas você só precisa de 2 embalagens da marca B e gastará R$ 10.

Evite itens próximos ao caixa

Imaginando que os consumidores estarão entediados enquanto esperam pelo atendimento, os estabelecimentos posicionam guloseimas e outros elementos supérfluos próximos ao caixa.

Na maioria das vezes são produtos caros e que você não precisa. Então, melhor evitá-los se pretende economizar no mercado.

Economizar no mercado: como pagar as compras

A escolha da forma de pagamento também influencia na economia que você fará em sua próxima visita ao mercado.

Muitos brasileiros costumam pagar suas compras com o cartão de crédito. E quando as compras superam o valor que imaginavam, recorrem ao parcelamento.

O problema é que, como as compras no supermercado são corriqueiras, os gastos com alimentação podem se acumular. Com isso, fica complicado arcar com parcelas antigas e novas compras.

Se você já passou ou está vivendo essa situação, uma boa ideia é recorrer a um empréstimo como forma de regularizar a situação e voltar a fazer suas compras com tranquilidade! 

Ah, e se você é funcionário doméstico registrado, existe o empréstimo da Simplypag, que tem condições exclusivas para quem atua neste segmento e pode te ajudar a reorganizar as contas e dar um novo “fôlego” ao seu orçamento.

E com mais tranquilidade, será mais fácil economizar no mercado e conquistar uma vida financeira mais equilibrada!

Deixe um comentário