Empréstimo para autônomo: tire suas dúvidas

Você provavelmente já sabe que existem modalidades de empréstimos para aposentados, servidores públicos, funcionários que trabalham com carteira assinada… Mas será que existe empréstimo para autônomo?

Quem trabalha por conta própria sabe que os ganhos nem sempre são garantidos e, uma vez ou outra, também pode precisar de crédito.

Porém, será que as instituições financeiras têm opções para quem não conta com um salário fixo garantido? Ser autônomo oferece mais vantagens ou dificuldades na hora de pedir dinheiro emprestado? As taxas são maiores?

Responderemos essas e outras perguntas sobre empréstimo para autônomo a seguir!

Empréstimo: autônomo também pode fazer?

Se você não tem um empregador e está precisando de crédito, essa deve ser sua principal pergunta. E, felizmente, a resposta é sim! Existe empréstimo para autônomo.

Mesmo sem ter um vínculo empregatício formal ou declarar renda fixa, existem algumas linhas de crédito que atendem o trabalhador autônomo.

Esses profissionais, porém, podem ter alguns obstáculos e restrições, quando comparados a empreendedores que formalizaram seus negócios (como é o caso dos microempreendedores individuais, os MEIs) ou de profissionais que trabalham com carteira assinada. Mas falaremos melhor sobre esse assunto daqui a pouco.

O que são profissionais autônomos?

Em teoria, qualquer profissional que seja responsável por sua própria receita pode solicitar um empréstimo. Entretanto, é importante dizer o que é, por definição, um autônomo.

Conceitualmente, autônomo é aquele que não tem vínculo empregatício – e, por isso, deixa de ter acesso aos benefícios trabalhistas e só usufrui dos previdenciários se pagar o INSS por conta própria.

O autônomo pode ou não ter CNPJ, mas precisa obrigatoriamente ter registro na prefeitura de sua cidade como prestador de serviços.

Alguns exemplos de profissionais que podem trabalhar como autônomos são: diaristas, motoristas, jardineiros, babás e contadores. 

Quais os tipos de empréstimo disponíveis para autônomos?

Um autônomo pode considerar alguns tipos de empréstimo quando precisa de dinheiro extra.

Empréstimo pessoal

Instituições financeiras que trabalham com empréstimo pessoal, podem oferecer dinheiro emprestado para quem trabalha por conta própria. Como essa modalidade é ligada ao CPF, não há necessidade de apresentar o CNPJ, se houver.

Empréstimo com garantia

Se você tem bens em seu nome, também existe a possibilidade de conseguir um empréstimo com garantia de veículo ou com garantia de imóvel, no qual a posse é utilizada como garantia do pagamento das parcelas.

Empréstimo com avalista

Uma terceira opção pode ser o empréstimo com avalista, uma modalidade no qual o tomador de crédito conta com uma pessoa (física ou jurídica) que assegura o pagamento para o banco caso não consiga arcar com as parcelas.

Porém, é importante reforçar que, independente da modalidade escolhida, a concessão de um empréstimo está sujeito à uma análise de crédito e de renda, o que pode ser mais delicado no caso de um empréstimo para autônomo.

Quando devo solicitar um empréstimo para autônomo?

O empréstimo para autônomo deve ser considerado em algumas situações, como:

  • Para investir em cursos de capacitação e outros treinamentos importantes que otimizem o seu trabalho;
  • Comprar equipamentos, maquinário, insumos e outras ferramentas essenciais;
  • Quitar dívidas altas, cujos juros sejam maiores do que as taxas do empréstimo;
  • Em casos de emergências e imprevistos que exijam soluções financeiras pontuais.

Conseguir um empréstimo para autônomo é mais difícil?

O processo de solicitação de um empréstimo para autônomo geralmente é bem parecido com o de outros tipos de crédito.

O que muda é que o trabalhador pode ter maior dificuldade em comprovar renda, um passo fundamental para a liberação do empréstimo.

Dependendo das regras da instituição financeira, existem alguns caminhos para tentar comprovar que o seu faturamento é suficiente para arcar com as parcelas do empréstimo e aumentar suas chances de ter o empréstimo para autônomo aprovado.

Para isso, você pode fornecer:

  • Extrato bancário dos últimos 3 ou 6 meses;
  • Comprovante de declaração de Imposto de Renda de Pessoa Física;
  • Score, para determinar sua pontuação perante o mercado financeiro;
  • Comprovantes de contribuição do INSS.

Posso fazer um empréstimo para autônomo negativado?

Os autônomos que estão negativados também têm chances de conseguir empréstimos, porém as opções podem ser mais limitadas e os juros maiores.

Isso acontece porque a restrição junto aos órgãos de proteção ao crédito indica que você já tem outras dívidas, e isso pode tornar o processo de liberação do empréstimo mais complicado e as taxas mais caras.

Em que prestar atenção na hora pedir um empréstimo para autônomo?

Sempre que for solicitar um empréstimo ou contratar qualquer tipo de serviço financeiro, é fundamental se atentar a alguns pontos.

O primeiro deles é escolher uma empresa confiável para intermediar sua operação. Pesquise a reputação da organização, verifique seu CNPJ e, se estiver fazendo o processo pela internet, tenha certeza de que o site tem um cadeado ao lado do endereço.

Também desconfie de qualquer empresa que cobre taxas extras para liberar seu empréstimo. Essa prática é proibida e pode configurar golpe!

Antes de assinar seu contrato, tenha a certeza de que não tem mais nenhuma dúvida sobre os valores cobrados, número de parcelas, taxa de juros e dinâmica de cobrança.

Lembre-se ainda de conferir o Custo Efetivo Total (CET) que detalha todos os valores embutidos nas suas parcelas, incluindo seguros, impostos e outros encargos.

Como aumentar minhas chances de ter o empréstimo aprovado?   

Como você já sabe, qualquer solicitação de empréstimo está sujeita à análise bancária. Porém, existem algumas formas de aumentar as chances do seu pedido de crédito ser liberado.

Guarde seus comprovantes de receita

Arquive com cuidado os recibos, extratos bancários, declarações do IR e outros documentos que possam comprovar sua renda. No momento em que você precisar de um empréstimo para autônomo eles podem ser muito úteis.

Se possível, além de guardar as versões físicas, aproveite para digitalizar seus comprovantes. Esse é uma forma de manter a sua integridade e durabilidade.

Cuide do seu Score

Já dissemos que o Score pode ser um dos aspectos analisados para concessão de crédito, então é sempre uma ótima ideia verificar como anda a sua pontuação e seguir algumas orientações básicas para mantê-lo tão alto quanto possível.

Pagar suas contas em dia, atualizar seus dados no Serasa e limpar seu nome assim que possível são práticas que podem aumentar a sua pontuação.

Considere ser registrado

Se você trabalha sem carteira assinada já deve ter percebido que, apesar de ser possível solicitar um empréstimo para autônomo, seria muito mais simples ter acesso ao crédito se você fosse registrado.

É verdade que trabalhar por conta própria tem vantagens, mas se tornando um funcionário registrado, você pode usufruir de benefícios trabalhistas e previdenciários de uma forma mais simples e, também, ter acesso ao crédito mais facilmente.

É diarista e precisa de empréstimo? A Simplypag tem a solução! 

Se você é uma diarista, por exemplo, e se tornar registrada, pode usufruir de uma linha de crédito exclusiva para empregados domésticos oferecida pela Simplypag!

Além de conseguir o seu empréstimo quando precisar, pode contar taxas mais baixas do que outras modalidades e mais segurança para receber o seu salário.

Considere a opção de se tornar um empregado doméstico registrado e, quando precisar de crédito, conte com a gente!  

Deixe um comentário