Como conseguir um fiador para aluguel?

Alugar um imóvel é um processo trabalhoso, em que é preciso passar por várias etapas. Além das buscas por um espaço adequado e que caiba no orçamento, há também tarefas burocráticas, como apresentar uma série de documentos e encontrar um fiador.

Assim, para fechar a negociação, o locatário precisa contar com alguém que se responsabilize pelo pagamento do seu aluguel em caso de inadimplência. Essa é uma garantia das imobiliárias contra possíveis prejuízos, por isso vem acompanhada de vários requisitos que devem ser atendidos pelo fiador.

Neste artigo, entenda qual é o papel de um fiador para aluguel, quais requisitos eles devem atender e saiba como encontrar um. Também vamos apresentar algumas alternativas para quem não tiver essa opção. Boa leitura!

O que é um fiador para aluguel

Ao alugar um imóvel, as imobiliárias e os proprietários buscam garantias de que não terão prejuízos caso o inquilino não possa pagar o valor do aluguel ou outras despesas, como condomínio e contas. Uma dessas garantias é exigir que o locatário apresente um fiador, que ficará responsável por quitar as suas dívidas em caso de inadimplência.

Além de responsável pela parte financeira, o fiador também pode precisar responder a  questões judiciais que envolvam o inquilino. Por exemplo, se ele descumprir alguma das cláusulas previstas no contrato. Ou seja, quem aceita esse papel assume responsabilidades muito grandes, e é por isso que muitas pessoas ficam receosas e recusam o convite.

Quais são as exigências para ser um fiador

As imobiliárias e os proprietários costumam pedir que o morador tenha dois fiadores. Para firmar o compromisso, eles deverão assinar o mesmo contrato do proprietário e do locatário. Normalmente, são aceitas pessoas físicas ou jurídicas que atendam a algumas exigências:

  • ter uma renda líquida 3 vezes maior que o valor do aluguel somado a outros encargos da locação, como valores de condomínio e IPTU;
  • morar na mesma cidade que o locatário;
  • ter pelo menos um bem quitado em seu nome. Preferencialmente, deve ser um imóvel, mas há imobiliárias que aceitam veículos ou outros bens;
  • se for uma pessoa física casada, o cônjuge também deve assinar o contrato;
  • se for uma pessoa jurídica, o seu contrato social deve ter uma cláusula que expresse a permissão para esse tipo de operação.

Ainda é preciso que os fiadores apresentem todos os documentos necessários:

  • documento de identificação (identidade e carteira de motorista);
  • comprovante de estado civil;
  • se for casado, os documentos do cônjuge devem ser apresentados;
  • comprovante de renda;
  • comprovante de residência;
  • declaração atualizada do imposto de renda;
  • matrícula atualizada do bem quitado em seu nome;
  • ficha cadastral preenchida e assinada.

Caso o fiador seja uma pessoa jurídica, devem ser apresentados os seguintes documentos:

  • Inscrição Estadual e CNPJ;
  • contrato social;
  • comprovante de endereço da empresa;
  • documentos de identificação dos donos da empresa;
  • declaração de imposto de renda atualizada;
  • ficha cadastral preenchida e assinada.

Como funciona a fiança

Ter uma pessoa ou empresa responsável por arcar com os débitos do inquilino em caso de inadimplência é a forma de fiança mais utilizada pelos inquilinos. Hoje, há dois tipos de fiança de locação mais comuns.

Responsável subsidiário

O responsável subsidiário é o fiador que só assume os débitos do inquilino após a execução dos seus bens. Isso significa que ele só é acionado em último caso, quando há inadimplência. Assim, seus riscos e suas responsabilidades ficam menores.

Responsável solidário

O responsável solidário, ao contrário do subsidiário, deve estar disponível para assumir as dívidas do inquilino a qualquer momento. Mesmo que os bens do inquilino não tenham sido tomados, ele pode ser acionado pela imobiliária ou pelo proprietário e deverá arcar com todos os débitos — para isso, pode até ter que entregar o seu bem declarado como garantia no contrato.

Como conseguir um fiador

Com muitas exigências e grandes riscos, conseguir um fiador não é uma tarefa simples. No entanto, existem algumas dicas que podem ajudar nessa tarefa.

Preste atenção nas exigências

O primeiro passo para encontrar um fiador para aluguel é saber todos os requisitos que ele deve cumprir. Dessa forma, já é possível procurar por pessoas que tenham a renda e o bem exigidos, estejam na mesma região do locatário e assim por diante. Anote as exigências e lembre-se delas quando pensar em alguém.

Procure pessoas de confiança

Ser o fiador de alguém é uma grande responsabilidade. Então, por mais que a pessoa ou empresa cumpra todos os requisitos necessários, ela não aceitará o papel se não confiar em você. Por isso, é importante conversar com pessoas próximas e de confiança, como familiares e amigos que conhecem você há muitos anos.

Negocie

Negociar é mais uma opção para quem pretende alugar um imóvel. Com possíveis fiadores é possível oferecer garantias e apresentar provas de que você tem condições de arcar com as despesas da moradia. Com o locador, há também outras alternativas de negociação caso não seja possível contar com alguém que atenda a todas as exigências. Saiba mais sobre elas a seguir.

Outra alternativa de fiança

Você já sabe que conseguir um fiador pode ser uma tarefa bem complicada. No entanto, existem algumas alternativas para quem pretende alugar um imóvel.

Uma delas é tentar negociar um depósito caução, modalidade que também é bastante conhecida e aceita. Nela o inquilino antecipa uma quantia específica de aluguéis — normalmente três — e, caso tenha pago o aluguel de forma correta durante todo o período de contrato, recebe o valor de volta no futuro.

Apesar de ser uma opção menos burocrática, a antecipação de parcelas exige que o locatário tenha à disposição uma grande quantia de dinheiro. Nesse caso, você pode procurar um empréstimo pessoal, consignado ou com garantia de veículo ou imóvel. Se for empregado doméstico, ainda há outra opção: o empréstimo especializado da Simplypag.

Conheça o empréstimo exclusivo para empregados domésticos da Simplypag!

Se você não conseguiu um fiador para aluguel e é empregado doméstico, a Simplypag tem uma solução excelente para o seu caso! 

Somos especialistas em crédito para empregados domésticos e oferecemos condições únicas para trabalhadores registrados, com mais praticidade e taxas que cabem no bolso. Fazendo um empréstimo conosco, é você quem diz o quanto precisa, o valor e o prazo de pagamento das suas parcelas.
Se interessou? Visite o nosso site e faça uma simulação agora mesmo!

Deixe um comentário