Como faço para “limpar o nome sujo”?

Não ter dinheiro para quitar uma dívida, atrasar o pagamento e ficar com o nome sujo. Quase metade dos brasileiros já passou por essa situação em algum momento da vida. 

E quando isso acontece, como limpar o nome sujo?

A resposta é simples: com ajuda da Simplypag

Nossa empresa tem empréstimo especializado para empregados domésticos que precisam limpar o nome. 

Por isso, preparamos este artigo para te ajudar nessa tarefa. Aqui você encontra tudo que precisa saber para deixar de vez a lista dos devedores e nunca mais ficar negativado.

Leia com atenção!

Por que o nome fica “sujo”?

Quando você compra um produto ou serviço e não paga, seu Cadastro de Pessoa Física (CPF) é registrado em empresas de proteção ao crédito. 

As principais são o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), Serasa Experian e Boa Vista SCPC.

O registro é feito pelo credor e pode acontecer no primeiro dia depois do vencimento da dívida. Porém, geralmente demora 30 a 45 dias, de acordo com a política de cobrança da empresa. 

A partir da inclusão você é considerado “negativado”, “inadimplente” ou com o “nome sujo”.

Sou avisado de que serei negativado?

O Código de Defesa do Consumidor (CDC) determina que antes de ser cadastrado, você deve ser avisado por escrito de que seus dados podem entrar no banco de dados de um serviço de proteção ao crédito. Então, se não pagar ou renegociar a dívida em determinado prazo, vai sim ficar com o nome sujo.

A dívida tem “data de vencimento”?

Uma vez feita, a dívida só acaba quando você pagar os débitos. Portanto, ela não tem “data de vencimento”, pois nunca desaparece.

Porém, o CDC estabelece um prazo de cinco anos para cobrança de dívidas e inclusão do devedor nos órgãos de proteção ao crédito. Logo, o registro deve ser excluído após esse período.

Assim, se for negativado em 2020 e não pagar a dívida, seu nome vai continuar sujo até 2025, quando deverá ser retirado do banco de dados da agência de proteção ao crédito.Mas lembre-se que o nome sujo tem consequências, e esperar o prazo de negativação acabar pode trazer sérios prejuízos!

O que acontece se eu não limpar meu nome?

Neste caso, há restrições ou impossibilidade de:

  • Usar o cartão de crédito;
  • Usar o cheque especial;
  • Abrir uma conta corrente;
  • Aumentar o limite dos cartões que já tem;
  • Fazer crediários ou empréstimos;
  • Financiar imóveis, terrenos, carros e outros bens.

Além da vida financeira, ter dívidas pode afetar sua saúde física e mental. Segundo pesquisa do SPC e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL):

  • 69% dos inadimplentes (devedores) sofrem de ansiedade;
  • 25% ficam mais desatentos após contraírem dívidas;
  • 21% desenvolvem algum vício, como cigarro, comida ou álcool

Quase metade dos endividados (45%) isola-se, apresentando menos vontade de sair e socializar com outras pessoas.

Como limpar o nome sujo?

O processo exige planejamento e disciplina, porque envolve mudança de hábitos e reeducação financeira. Portanto, não vai acontecer do dia para a noite.

Assim, para facilitar essa jornada, preparamos um passo a passo sobre como limpar o nome sujo. Se você segui-lo, será capaz de renegociar suas dívidas e encontrar uma solução para limpar seu nome.

Organize os gastos mensais

A primeira coisa que você precisa fazer no processo de como limpar o nome sujo é aprender a organizar sua vida financeira.

Então, faça as contas e descubra quanto é sua renda, quais são suas despesas fixas e o total de dívidas que tem. Se não sabe quanto deve, consulte seu CPF junto aos órgãos de proteção ao crédito.

Aprenda a poupar

Uma vez que você organizou as finanças, será capaz de analisar o que é essencial e o que não é. 

Então, corte gastos desnecessários e mude hábitos para diminuir ou reduzir as despesas fixas.

Por exemplo, você pode cancelar temporariamente um plano telefônico e evitar sair de casa com cartões, o que pode levar a compras por impulso.

Renegocie o pagamento das dívidas

Você aprendeu a planejar seu orçamento, listou suas dívidas e descobriu quanto precisa para quitá-las. Então é hora de pagá-las!

Portanto, procure o credor e renegocie as dívidas levando em consideração sua realidade financeira

Isso pode significar pagar uma conta de cada vez, começando por aquelas que têm juros mais altos, como as do cartão de crédito.

Além disso, saiba que se quitar o débito à vista, seu nome logo deixa a lista de proteção de crédito. Mas caso escolha parcelar, o registro é retirado depois do pagamento da primeira prestação.

Busque uma solução de crédito

Falar é fácil, mas, na prática, renegociar a dívida e pagá-la é uma etapa complicada.

Afinal, nem sempre é possível juntar o dinheiro necessário apenas eliminando gastos e mudando hábitos. Além disso, os juros das dívidas podem ser altos!

Por isso, buscar soluções de crédito com taxas menores é uma alternativa. Uma delas é o empréstimo para negativados

Ele funciona como um empréstimo pessoal, ou seja, como uma solução de crédito para pessoas físicas. Porém, o diferencial é que é voltado a quem está com o nome sujo. 

Além disso, ele é uma opção popular. De acordo com outra pesquisa do SPC e CNDL, três em cada dez inadimplentes acreditam que esse tipo de empréstimo é a única forma de “limpar” o nome.

Porém, o empréstimo para negativados só é vantajoso quando você encontra uma financeira voltada ao seu perfil. Assim, a empresa oferece condições especiais, e você consegue as melhores soluções de crédito.Por exemplo, se é trabalhador doméstico, fale com a Simplypag. Aqui você encontra empréstimo facilitado para renegociar e quitar suas dívidas!

Não se endivide de novo!

Por fim, é essencial tomar cuidado para não fazer novas dívidas.

Logo, mantenha na sua rotina o planejamento e o controle financeiro. Além disso, evite os vilões da inadimplência!

De acordo com levantamento do SPC e da CNDL, algumas das principais causas de negativação de CPFs no país são:

  • Cartão de crédito, que tem juros mensais muito altos;
  • Crediário;
  • Cheque especial;
  • Financiamentos, que saem do controle e acabam pesando no bolso.

É empregado doméstico? A Simplypag te ajuda a limpar o nome sujo!

Há trabalhadores que encontram dificuldades na hora de comprovar renda para pegar empréstimos, como os empregados domésticos. 

Pensando nisso, nós da Simplypag criamos uma solução de crédito voltada para a categoria, com juros mais baixos e condições especiais de pagamento.

Além disso, quem pega empréstimo com a Simplypag encontra outras vantagens:

  • Dinheiro na mão rápido de forma rápida e segura;
  • Parcelas que cabem no seu bolso;
  • Comodidade na hora de pagar as prestações.

Então se você precisa limpar seu nome, ou mesmo deseja  fazer uma reforma ou realizar um sonho que exige um dinheiro extra, basta falar com a Simplypag e solicitar seu empréstimo!

Deixe um comentário