Quem tem nome sujo pode comprar no carnê?

Ir à loja, escolher um produto, levá-lo para casa e pagar depois com um carnê de prestações. 

Apesar da popularização das vendas online e do cartão de crédito, essa cena continua comum. Os números comprovam: três em cada dez consumidores usam o crediário, revela pesquisa do SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) e da CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas).

Mas será que quem tem o nome sujo pode comprar no carnê?

É isso que você vai descobrir neste artigo, então continue lendo!

O que é “nome sujo”?

Antes de mais nada, você precisa entender o que é esse tal de “nome sujo”. Já falamos sobre isso neste artigo, mas vamos relembrar.

Estar com o nome sujo ou com o CPF negativado significa fazer uma compra, atrasar o pagamento e acabar com os dados cadastrados em órgãos de proteção ao crédito.  Os mais conhecidos no país são SPC, Serasa e Boa Vista.

O credor é quem registra o consumidor nesses órgãos. A inclusão normalmente acontece após um mês do vencimento da dívida, mas pode ser feita até no primeiro dia de atraso.

Então, qualquer um com acesso ao banco de dados das empresas de crédito pode verificar a situação financeira desse consumidor.

Além disso, há um prazo de cinco anos para a inclusão do devedor nos órgãos de proteção ao crédito. O registro deve ser excluído depois desse período, mas as contas não deixam de existir!Quer saber mais sobre prescrição de dívidas? Confira este link.

Quais os riscos de ficar com o nome sujo?

A dor de cabeça de ter dívidas acumuladas e credores atrás de você não são as únicas consequências de ficar com o nome sujo. 

Nesse caso, você ainda enfrenta dificuldade ou impedimento de:

  • Usar o cartão de crédito;
  • Aumentar o limite dos cartões que já tem;
  • Utilizar o cheque especial;
  • Abrir uma conta corrente;
  • Fazer empréstimos e financiamentos.

Além disso, dívidas não fazem bem para a saúde!

Outra pesquisa do SPC/CNDL mostra que a maioria dos endividados ficam mais ansiosos, estressados e irritados. 

Além disso, muitos sofrem com insônia e chegam a desenvolver vícios, como cigarro ou álcool.

Portanto, limpar o nome sujo é fundamental para manter a saúde e facilitar a sua vida financeira.

E agora que você já sabe mais sobre estar negativado, vamos falar sobre o carnê!

Como funciona o carnê de pagamento?

Ele funciona como um tipo de crediário, ou seja, um sistema de financiamento oferecido por lojas e outros estabelecimentos, que dividem em prestações o pagamento pelo bem, produto ou serviço vendido. 

Fisicamente, o carnê é um bloco de papel com folhas de pagamento, que são boletos emitidos para quitar a dívida. Cada um correspondente a uma parcela mensal, com data de vencimento e valor predeterminados.

O carnê normalmente é pago na loja em que foi emitido. Além disso, atrasos e inadimplência (deixar de pagar) podem gerar juros e negativação do CPF.E apesar de ainda ser uma opção comum, o carnê vem perdendo espaço para outras formas de pagamento, principalmente o cartão de crédito.

Quais as vantagens do carnê?

Não foi à toa que o carnê se popularizou e hoje consegue “concorrer” com métodos de pagamento mais modernos e práticos. Ele oferece benefícios que fazem a diferença para o bolso do consumidor! 

Olha só:

  • Prazos de parcelamento maiores, às vezes chegando a 48 vezes;
  • Taxas de juros menores do que de outras formas de pagamento, como o cartão;
  • Possibilidade de negociação, já que você trata diretamente com um representante da loja.

Afinal, quem está com o nome sujo pode comprar no carnê?

Poder, pode, mas nem sempre é fácil.

Na hora de fazer o crediário, muitos estabelecimentos realizam uma análise de crédito

Ela costuma ser muito mais simples e rápida do que avaliações para empréstimos ou financiamentos, mas também verifica se o consumidor pode assumir a dívida.

Se seu perfil de crédito for bom, será aprovado. Mas se for ruim, com dívidas acumuladas e score baixo, a situação pode mudar.

Nesse caso, é mais fácil fazer o carnê em lojas que, além da situação do CPF, consideram outros critérios para aprovar o crediário. Por exemplo, renda, profissão e histórico de pagamento antes da negativação.

Portanto, é possível comprar no carnê com o nome sujo, mas isso vai depender da política do estabelecimento. 

Por isso, pesquise as regras e condições oferecidas em diferentes lojas até achar uma que ofereça esse serviço.

Cuidado para não acumular dívidas!

Lembre-se que ter o nome sujo e comprar no carnê significa fazer uma nova dívida antes de pagar a anterior. Isso não é ideal, porque ao lidar com muitas contas você pode acabar ainda mais endividado.

Além disso, acumular dívidas torna ainda mais difícil você limpar seu nome!

Dessa forma, procure pagar uma conta antes de fazer outra.

Não conseguiu ser aprovado no carnê? A Simplypag tem a solução!

Se você não conseguir comprar no carnê por causa do nome sujo, o melhor a fazer é limpar seu nome. Assim, com as contas em dia, vai ficar livre para adquirir o que bem desejar.

E mesmo se a sua compra for aprovada, deixar a lista de negativados é importante, como explicamos acima.

Por isso, busque alternativas caso falte dinheiro para renegociar a dívida. Por exemplo, você pode poupar ou pedir um adiantamento no trabalho. 

Se achar essas opções difíceis ou ver que não rendem o suficiente, considere fazer um empréstimo.

Uma grande vantagem é que essa solução de crédito pode ser solicitada inclusive por negativados. Além disso, há modalidades com juros baixos.

Esse é o caso do empréstimo para empregados domésticos da Simplypag, criado especial para atender o perfil e as necessidades desses trabalhadores!

Como funciona o empréstimo para empregados domésticos?

Nosso empréstimo conta com a praticidade e as facilidades do consignado, como taxas atrativas e parcelas descontadas diretamente no salário.

Porém, ainda oferece outros benefícios:

  • Dinheiro na mão rápido de forma rápida e segura;
  • Parcelas que cabem no bolso;
  • Comodidade na hora de pagar.

Não é ótimo?

Então você que é empregado doméstico e precisa de dinheiro, fale com a Simplypag e resolva sua vida financeira!

Deixe um comentário