Vai reformar a cozinha? Veja nossas dicas!

Fazer uma reforma na casa é uma maneira eficiente de mantê-la mais bonita, moderna e funcional. Mas e quando a obra precisa acontecer em um dos ambientes mais importantes do lar: a cozinha?

Para não ter dor de cabeça, gastar mais do que o necessário ou correr risco de atrasos, é preciso tomar alguns cuidados na hora de reformar a cozinha. E você confere os principais a partir de agora.  

Comece com um bom planejamento

O primeiro passo para acertar na reforma da cozinha é entender o que precisa ser mudado.

Às vezes, são muitos os elementos que precisam ser atualizados, e o melhor é fazer uma renovação completa.

No entanto, pode ser que apenas algumas alterações pontuais sejam suficientes para trazer vida nova para o cômodo.

Saber o que você gostaria de reformar e buscar referências que guiem o processo de transformação é uma ótima forma de começar acertando.

A partir da definição de quais serão os pontos da reforma e de qual será o novo estilo do ambiente, ficará muito mais simples avançar para a próxima fase: orçamento e prazo.

Defina o orçamento (e seja fiel a ele)

Quer reformar a cozinha, mas não pode se endividar? Então, é a hora de estabelecer um orçamento.

Geralmente, isso pode ser feito analisando dois fatores: quanto você pode gastar e quanto custam os ajustes que quer fazer.

O primeiro aspecto pode ser definido levando-se em consideração alguma reserva financeira que você tenha feito para a obra, ou o percentual do seu salário que pode ser comprometido para viabilizar a reforma.

O segundo, exige que você faça estimativas de preço com profissionais da área para saber quanto eles cobrariam para reformar a cozinha.

Por fim, é preciso chegar a um meio termo entre o que você quer fazer e o que cabe no orçamento. Talvez você precise abrir mão de alguns aspectos da reforma, adaptá-los para economizar ou buscar formas de aumentar o orçamento.

Falaremos mais sobre isso no fim deste artigo.

Crie um projeto para reformar a cozinha

Neste momento, você sabe o que quer fazer e quanto pode gastar. Que tal colocar tudo no papel e criar um projeto para sua reforma?

Este projeto vai te ajudar a visualizar como será o resultado final da obra, incluindo os novos materiais e cores do ambiente e o posicionamento de cada item da cozinha.

Arquitetos, empresas de marcenaria, de móveis planejados e de engenharia podem ajudam a criar esses projetos com um olhar mais profissional.

Além de ter uma ideia de como ficará sua cozinha nova, esse momento também dará a você a oportunidade de fazer ajustes antes que a reforma comece.

Algumas dicas bem importantes na hora de montar o projeto são:

Escolha bem os materiais

Ao reformar a cozinha, é muito importante escolher materiais que, além de bonitos, sejam funcionais para áreas molhadas e que podem se tornar engorduradas no dia a dia.

Pensando nisso, dê preferência para produtos de fácil higienização, alta durabilidade e que sejam resistentes à água e ao calor.

Utilize o que já tem

Gostaria de renovar os armários, os móveis e os eletrodomésticos, mas comprar tudo novo não cabe no orçamento?

Uma boa opção é reformá-los usando tinta própria para cada material ou recorrendo às técnicas de envelopamento – que utilizam um tipo de plástico autocolante para revestir superfícies.

Existem muitas empresas que trabalham com esse tipo de reforma e, dependendo da complexidade da renovação e das suas habilidades artísticas, você pode economizar ainda mais fazendo tudo por conta própria.

Faça você mesmo e economize

Talvez o seu projeto tenha itens que você conseguiria fazer sozinho, como trocar as luminárias, pintar os armários ou instalar pastilhas adesivas sobre os azulejos.

Se esse for o caso, absorver algumas tarefas pode reduzir o custo total da obra. Gastando menos, você pode investir em outro projeto, ou mesmo aplicar o dinheiro extra naqueles itens que ficaram de fora do orçamento inicial.

Entenda as etapas da reforma

Reformar a cozinha pode ser um processo simples, ou uma obra bastante complexa. Tudo vai depender dos tipos de mudanças que você gostaria de fazer e das etapas que elas vão exigir.

Pensando em uma reforma de cozinha completa, teríamos:

Demolição

Esse é o momento em que o velho começa a sair para dar espaço ao novo.

Dependendo das particularidades do seu projeto, pode ser necessário demolir paredes, tirar pisos e azulejos, remover os armários, acessar a fiação e canos.

Construção

A etapa de construção é aquela em que o seu projeto de cozinha nova começa a tomar forma.

Nesta fase, paredes podem ser levantadas; a estrutura elétrica e hidráulica pode ser alterada ou atualizada; novos pisos, azulejos e lustres são instalados e os armários (novos ou reformados) são colocados no lugar.

Aos poucos, aquele projeto que você tinha em mente começa a se tornar realidade!

Limpeza

Por fim, é hora de limpar tudo e colocar os itens no lugar.

Além de devolver os eletrodomésticos e os utensílios aos seus lugares, esse também é um bom momento para reorganizar a sua cozinha, dispensando os itens que já não servem mais e ordenando tudo de forma a facilitar o dia a dia da família.

Precisando de dinheiro para reformar a cozinha? Confira essas opções!

Os custos altos de uma obra acabam fazendo com que muitas famílias adiem o sonho de reformar a cozinha.

Mas, felizmente, existem algumas possibilidades para mudar esse jogo.

Algo que costuma dar muito certo é reduzir as suas despesas e guardar dinheiro. Temos alguns artigos bem bacanas que indicam formas de fazer isso:

Mas se você não pode esperar, uma boa saída é recorrer a um empréstimo.

Existem diferentes modalidades de crédito, e se você é um empregado doméstico, temos um empréstimo especial para você!

O empréstimo da Simplypag é uma alternativa para empregados domésticos registrados tomarem dinheiro emprestado de forma simples, sem burocracia e com taxas baixas.

Se você é empregado doméstico e precisa de crédito para reformar a cozinha, ou investir em outros projetos, aproveite para conhecer mais sobre o empréstimo da Simplypag

Deixe um comentário